República Notícias

Alexandre de Moraes insiste em deplorável decisão, crime contra a vida

COMPARTILHE:

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes decidiu manter a prisão preventiva de Maria de Fátima Mendonça Jacinto Souza, conhecida como “Fátima de Tubarão”, em referência à cidade de Santa Catarina, por envolvimento no 8 de Janeiro. À época dos atos extremistas, ela tinha 67 anos.

A decisão do ministro é de 27 de junho e foi publicada nesta 3ª feira (2.jul.2024). O processo está em segredo de Justiça.

ANÚNCIO

A idosa ficou conhecida depois que um vídeo em que ela afirma que estava “quebrando tudo” no Palácio do Planalto durante as invasões aos prédios dos Três Poderes, em Brasília, viralizou na internet.

No registro, “Fátima de Tubarão” também diz que vai “pegar o Xandão”, em referência a Moraes.

“Vamos para a guerra. É guerra. Vamos pegar o Xandão agora”, afirma.

ANÚNCIO

Maria de Fátima Mendonça Jacinto Souza foi presa preventivamente em 27 de janeiro de 2023 pela operação Lesa Pátria da PF (Polícia Federal). Tornou-se ré no STF no mesmo ano.