República Notícias

Gilmar Mendes conceitua possibilidade de Bolsonaro se tornar elegível

COMPARTILHE:

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), considera remota a possibilidade de que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) consiga reverter sua inelegibilidade, determinada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Após sofrer duas condenações na instância máxima da Justiça Eleitoral, em 2023, Bolsonaro perdeu os direitos políticos por 8 anos. Ele não poderá disputar nenhum cargo público até 2030.

ANÚNCIO

“Acho muito difícil [que a inelegibilidade seja revertida]. Vamos aguardar a deliberação do tribunal, mas tudo tende a manter a decisão que já foi tomada. Essa tem sido a rotina em casos semelhantes”, afirmou Gilmar, em entrevista à CNN Portugal, na segunda-feira (24).

O magistrado também disse que não há “clima” no Brasil para a aprovação de um projeto de lei que anistie os condenados pelos ataques ao Palácio do Planalto, ao STF e ao Congresso Nacional, em 8 de janeiro de 2023.

Aliados de Bolsonaro vêm defendendo a proposta de anistia – que, em última análise, poderia beneficiar diretamente o próprio ex-presidente.

ANÚNCIO

“É natural que haja esse tipo de diálogo retórico e político. Não acredito que haja clima no Brasil para um debate sobre anistia, diante da gravidade dos fatos que ocorreram”, afirmou o ministro do Supremo.