República Notícias

Cesar Trálli dá a pior notícia e confirma muito mais que um óbito no Jornal Hoje

COMPARTILHE:

César Tralli foi o responsável por levar ao ar uma triste notícia na tela da Globo. O apresentador noticiou no telejornal exibido durante a tarde desta quarta-feira (19) que aconteceram algumas mortes em um evento religioso.

O calor intenso e as condições adversas resultaram em tragédias. César Tralli informou que 577 muçulmanos perderam a vida devido às altas temperaturas durante o hajj. Este número alarmante de mortes ressalta a gravidade da situação.

ANÚNCIO

Calor elevado causou a morte de peregrinos

A peregrinação anual conhecida como hajj, um dos cinco pilares do islamismo, reúne muçulmanos de todo o mundo em Meca, na Arábia Saudita, para uma série de rituais sagrados. Este ano, os peregrinos enfrentaram desafios inéditos devido a uma onda de calor extremo.

As temperaturas atingiram picos de até 51,8ºC, colocando em risco a saúde e a segurança dos participantes. Muitos dos peregrinos sofreram desidratação, insolação e outros problemas de saúde relacionados ao calor, sobrecarregando os serviços de emergência e hospitais locais.

Intensidade do calor matou mais de 500 pessoas

As autoridades sauditas tomaram medidas para mitigar os efeitos do calor, como a distribuição de água e a instalação de áreas sombreadas e ventiladas. No entanto, a intensidade do calor foi sem precedentes, complicando os esforços para garantir a segurança de milhões de fiéis. De acordo com a crença islâmica, todo convertido à religião deve ir uma vez na vida à Meca. O ritual faz parte dos chamados cinco pontos do islamismo.

ANÚNCIO